ASSEMBLEIA GERAL DA OINA 2016
DECLARAÇÃO GERAL

A) A Assembleia Geral da OINA reafirma sua vontade de desenvolver as suas três linhas de trabalho: Filosofia, Cultura e Voluntariado, para permitir o acesso de todos a um verdadeiro conhecimento frente à violência, ao medo e à perda de valores essenciais de nossas sociedades atuais, como vetor de reconstrução moral com valores espirituais que unam a todos os seres humanos.
A Assembleia Geral convida a cada uma das Associações nacionais que fazem parte da OINA a desenvolvê-las em suas atividades.
Para isso, a OINA reafirma sua ação preventiva e construtiva tanto em relação à Sociedade quanto em relação à Natureza, promovendo a necessária consciência para participar e colaborar de maneira ativa em iniciativas úteis e afins às que desenvolve a OINA.

B) A Assembleia Geral recorda a necessidade de prosseguir no desenvolvimento das Escolas de Filosofia à maneira clássica como o melhor instrumento de formação e educação. Pois a Filosofia tem aplicações práticas que melhoram e dão sentido à vida e fazem mais felizes aos seres humanos.
A OINA recorda que a formação filosófica promove o aspecto essencial do ser humano, por meio do desenvolvimento de seu entendimento, sua intuição e sua vontade, o que permite libertar-se de enfermidades pessoais e sociais, como o egoísmo, o fanatismo, a violência e o materialismo, cumprindo assim os fins e os princípios fundacionais da OINA.
C) A Assembleia Geral valoriza as ações da OINA em colaboração e participação ativa junto a Instituições e organismos públicos e privados.

Convida a continuar nessa linha de promover experiências filosóficas compartilhadas entre seres humanos, de origem, culturas e práticas diferentes, vividas de maneira complementar.

D) Para isso, propõe continuar com o desenvolvimento de grupos de trabalho e ação social que contribuam com a formação e educação em relação à preservação e melhora do planeta Terra e das sociedades humanas, segundo o recomendado pelo Acordo sem precedente adotado em Paris (França), no dia 12 de dezembro, por 195 países, durante a Conferência das Partes, COP 21.

E) A Assembleia Geral aprova as ações realizadas durante o exercício passado pelas distintas organizações e associações vinculadas à OINA em relação à defesa do meio ambiente e à formação filosófica e social, como pode ser comprovado no Anuário de Atividades que se apresenta a esta Assembleia Geral.

©2015 Organização Internacional Nova Acrópole - Brasil