Com uma contextualização histórica e em relação à medicina da época e com base nos textos encontrados nos papiros de Eberes e Smith, principalmente, “Medicina no Antigo Egito” foi o tema da palestra do dia 26 de setembro, com a professora Emília Vargas.

Foi abordado sobre a medicina mágico-religiosa praticada no antigo Egito, sua forma holística de encarar a saúde/doença e o enfermo, e a importância da participação ativa e consciente deste no seu processo de cura.

Foi feito um paralelo entre essa medicina antiga e a medicina atual quebrando vários paradigmas com relação ao que entendemos hoje por ciência, deixando claro que pelo fato de estar no passado, essa medicina não era menos científica que a atual. Podia ter menos acesso a tecnologia, o que era compensado com o grande valor humano e ético que a embasavam.

Tags:

©2015 Organização Internacional Nova Acrópole - Brasil