Imagine uma pirâmide Egípcia ou mesmo uma Catedral Medieval… já pensou que elas têm algo em comum? Essa foi a ideia central da palestra “Construtores de Catedrais” promovida pela Organização Internacional Nova Acrópole – sede Ilha do Governador, no sábado, dia 29 de julho, pelos palestrantes Matheus Grohs e Pedro Guimarães.

“O Ideal Secreto dos Templários”, de Delia Steinberg Guzmán e “A mensagem dos construtores de catedrais”, de Christian Jacq, foram as obras que inspiraram o tema. Os livros traçam diversas hipóteses para explicar como as catedrais foram construídas, e quem foram esses construtores.

Um dos temas que mais chamou a atenção de Pedro Guimarães foi o fato daqueles homens e mulheres enxergarem o trabalho como parte da formação da vida deles. “Temos a tendência de associar o trabalho a algo ruim e penoso. E isso é compreensível, visto que vivemos em um momento histórico em que o materialismo predomina, e trabalhar está ligado a formas de conquistar objetos e obter cada vez mais conforto. Nesta palestra tentamos mostrar que nem sempre o trabalho foi visto desta forma”, apontou.  

Durante a palestra foi feita ainda uma análise de três importantes catedrais erguidas nos séculos X e XI. Chartres, Estraburgo e Amiens, todas na França, foram construídas nos moldes góticos, como explica Matheus Grohs. “O estilo gótico tem características específicas que vimos durante a análise de fotografias nas três catedrais. As paredes mais finas, os tetos abobadados e também uma ideia de profundidade, além das torres tocando o céu, são algumas dessas características”, conclui.

A Organização Internacional Nova Acrópole existe há 60 anos e está presente em 60 países, trabalhando em prol de um ideal de valores permanentes que favoreça a evolução individual e coletiva, por meio de suas linhas de ação em Filosofia, Cultura e Voluntariado.

Tags:

©2015 Organização Internacional Nova Acrópole - Brasil